13 de jul de 2011


Após a realização de um estudo onde foram analisadas as emissões de CO2 de três atividades efetuadas por utilizadores de internet, e-mail e transferências de dados a partir de um dispositivo USB, a Arobase tenta com isso abrir um debate para esta questão.

Os dados disponibilizados mostram que as tecnologias de informações e comunicações são responsáveis por 2% das emissões de CO2. Mas você deve estar se perguntando como que a empresa fez para chegar a esse resultado; é o que tentaremos explicar.

A Arobase levou em conta que na França em média, cada trabalhador de uma empresa com cerca de 100 colaboradores, receba cerca de 58 mensagens e envia 33, o que segundo a companhia gera cerca de 136 quilos de CO2 por ano por servidor. Neste estudo está incluído a energia consumida pelos computadores, assim como os dados que fazem a gestão do tráfego. Sendo assim, concluiu que se a empresa conseguir reduzir em 10% o número de mensagens de correio numa empresa com 100 colaboradores, isso levaria a redução de uma tonelada de emissão de CO2 por ano, já outro fator neste estudo a se ter em conta, é a impressão das mensagens recebidas.

Entre as pesquisas online, as contas são realizadas atribuindo uma média de 949 buscas online por ano a cada internauta, ou seja, o equivalente a emissão de 9,9 quilos de CO2 por cada um dos utilizadores desta ferramenta. Na conclusão nesta área, o estudo recomenda que sejam usadas palavras chaves concretas nas buscas, para com isso, ter uma redução de cinco quilos por ano na emissão de CO2 por usuário.

Já a utilização do dispositivo USB para a transferência de arquivos; o estudo analisou várias hipóteses, entre elas, a descarga de apenas um documento de 200 páginas e a leitura do mesmo, isso para cada 100 pessoas, que tenham assistido a uma conferência. Nesse caso, as emissões relacionadas com a ação seriam ao equivalente a 80 quilos de CO2 lançados na atmosfera.

A companhia de estudos Arobase, considera este estudo muito importante para mostrar que uma atividade considerada “limpa” por muitos usuários tem os seus custos com o ambiente e assim cabe a nós ajudar a melhorar.

0 comentários:

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube