30 de abr de 2010

Um poema Ecológico

Posted by Tiago Malta | 18:34 Categories:
Movimento geóide


Lá fora,
o mau cheiro do pólen.

Queimado pelo pavio da chaminé.
Construída pelo ego que destrói.

Que cessam as pétalas de bem-me-quer.

Arrancam o palmito
do tronco que chora.

Direitos Humanos?
Há esperança de melhora
em cinqüenta anos?

Com seu movimento geóide,
Sente uma dor pulmonar.

Pela combustão que explode,
Espera essa cratera sarar.


Ainda se ouve o tinir da esfera.
Conduzida pelo ego que destrói.

Que perturba o planeta Terra.

Lena Casas Novas - Da obra Incessante


Blog da Autora: http://blogdalenacasasnovas.blogspot.com/






1 comentários:

lena casas novas disse...

Mais uma vez, obrigada!

que prazer incessante!

tiago, estou muito feliz por isso!

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube